CONDUTIVIDADE HIDRÁULICA EM FUNÇÃO DO CRESCIMENTO DE Urochloa decumbens - DOI: 10.7127/rbai.v13n301066

Anderson Takashi Hara, João Vitor da Silva Domingues, Antônio Carlos Andrade Gonçalves, Fernando André Silva Santos, Heraldo Takao Hashiguti, Roberto Rezende

Resumo


A cultura de Urochloa decumbens tem sido utilizada em sistemas de produção em plantio direto, com oobjetivo de proporcionar melhorias em propriedades físico-hídricas do solo, ocasionando boascondições para o estabelecimento da cultura subsequente. Dentro das melhorias, destaca-se a possibilidade de modificar a variável condutividade hidráulica saturada do solo, possibilitando maiores taxas de infiltração, o que pode ser favorável ao desenvolvimento vegetal. Neste trabalho buscou-se avaliar, em um solo muito argiloso, o efeito promovido por um ciclo desta cultura sobre características físicas do solo, em uma escala compatível com as distâncias nas quais a interação planta e solo se estabelecem. Verificou-se que a condutividade hidráulica saturada média da camada de solo explorada pelo sistema radicular tornou-se três vezes maior ao final do ciclo da cultura. Identificou-se uma relação quadrática entre condutividade hidráulica e índice de área foliar da cultura, com um ponto de máximo na porção intermediária do ciclo, sugerindo que o volumoso sistema radicular, na porção final do ciclo, promove significativa redução da macroporosidade, o que se desfaz após a dessecação da cultura. Continuidade espacial foi identificada para as variáveis em estudo e constatou-se que a presença da cultura modifica o padrão espacial das mesmas, e que este padrão persiste no tempo, após a remoção da cultura.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Agricultura Irrigada - RBAI

ISSN: 1982-7679

E-mail: revista@inovagri.org.br

+55 85 32681597