PRODUTIVIDADE DO RABANETE SOB DIFERENTES NÍVEIS DE IRRIGAÇÃO E ADUBAÇÃO NITROGENADA - DOI: 10.7127/rbai.v13n301073

Fellype Rodrigo Barroso Costa, Benito Moreira de Azevedo, Geocleber Gomes de Sousa, Krishna Ribeiro Gomes, Thales Vinícius de Araújo Viana, Emanuel D'Araújo Ribeiro de Ceita

Resumo


Objetivou-se avaliar os efeitos de diferentes lâminas de irrigação e adubação com nitrogênio no desempenho produtivo da cultura do rabanete. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em esquema fatorial 5 x 4, referentes a cinco lâminas de irrigação baseadas na ETc (L50%; L75%; L100%; L125% e L150%) e quatro doses de nitrogênio (0,19; 0,29; 0,38 e 0,48 g N vaso-1), com 4 repetições. Conduziu-se o experimento em vasos utilizando-se como substrato um Argissolo Vermelho Amarelo. Os tratamentos iniciaram-se no 8º dia após o plantio (DAP), parcelando-se a adubação em três vezes, aos 8, 16 e 24 DAP. Realizou-se a colheita na medida em que as raízes tuberosas atingiram ponto de colheita. As variáveis analisadas foram massa fresca da parte aérea (MFPA), massa fresca da raiz tuberosa (MFRT), diâmetro da raiz tuberosa (DRT) e produtividade total (PT) da cultura do rabanete. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância (teste F) a 5% de significância e, apresentando efeito significativo para as doses, foram realizadas análises de regressão. Verificou-se que a irrigação que resultou em maior incremento na produtividade do rabanete foi a lâmina correspondente a 111,75 % da ETc. Observou-se também que a aplicação de uma dose de 41,8 kg ha-1 proporcionou o melhor desempenho da raiz tuberosa do rabanete.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Agricultura Irrigada - RBAI

ISSN: 1982-7679

E-mail: revista@inovagri.org.br

+55 85 32681597