Evapotranspiração de referência para a região de Teresina, Piaui, Brasil por diferentes metodologias - DOI: 10.7127/rbai.v14n101142

Marcus Willame Willame Lopes Carvalho, Luis Fernando Araujo Santos, Nierley Teófilo Mateus da Cruz, José Walmar Setubal, Savio Braga Castelo Branco

Resumo


O trabalho objetivou obter os valores da evapotranspiração de referência, por meio das equações de estimativa pelas equações de Hargreaves e Samani, Camargo, Andrade Junior, Tornthwaite, e o método de Penman-Monteith, padrão FAO, e a comparação destas como método padrão, a fim de determinar qual ou quais equações melhor se ajustam as condições de Teresina, Piauí, Brasil, de modo a embasar o manejo da irrigação. O trabalho foi realizado utilizando dados da estação automática do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), instalada no município de Teresina, Estado do Piauí, Brasil, obtidos entre 01 de janeiro de 2008 até 31 de dezembro de 2018. Foram quantificados os dados de temperaturas máxima (Tmax), média (Tmed) e mímima (Tmin) do ar, radiação (Ra), umidade relativa média do ar (URmed) e velocidade média do vento a 10 m (U10m) e precipitação pluviométrica (mm). De acordo com os resultados obtidos recomenda-se o método de Andrade Junior para a estimativa da evapotranspiração de referência em substituição ao método padrão Penman-Monteith FAO-56 para a cidade de Teresina, Piauí, Brasil. Para todas as metodologias avaliadas, o mês de outubro apresentou as maiores máximas de ETo.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Agricultura Irrigada - RBAI

ISSN: 1982-7679

E-mail: revista@inovagri.org.br