PALESTRANTES CONFIRMADOS

Engenheiro Agronômo, Doutor pela Universidade de Córdoba (Espanha), pesquisador cientíifico do Instituto de Agricultura Sostenible do CSIC, em Córdoba e membro do Water for Food Global institute da Universidad de Nebraska. Sua especialidade é manejo, engenharia de irrigação e hidrologia. Foi pesquisador visitante em CSIRO (Austrália) e nas Universidades de California-Davis, Nebraska-Lincoln e São Paulo. Também colaborou com organizações internacionais como FAO, onde foi especialista internacional. Atualmente desenvolve sua atividade de pesquisa principalmente em Andalucía (Espanha), mas também na África Subsaariana e América Latina. Luciano Mateos publica assiduamente artigos sobre irrigação em revistas internacionais.
Danielle Zaccaria, especialista em Extensão Cooperativa, assistente do Departamento de Recursos Terrestres, Aéreos e Hídricos, é especialista em gestão águas e irrigação. Zaccaria é doutor em engenharia civil e ambiental pela Universidade Estadual de Utah. Atuou como pesquisador no Centro Internacional de Estudos Agronômicos Avançados do Mediterrâneo na Itália antes de ingressar na faculdade da UC Davis em 2013.
PhD em Engenharia Agrícola, atua no Instituto Andaluz de Investigação Agrária e Formação em Pesca, Alimentos e Produção Orgânica (IFAPA). Especialista em Gestão de sistemas de distribuição de água para uma agricultura sustentável. Pesquisa atual: a gestão sustentável na comunidade de automação de irrigação e controle de sistemas de distribuição de água, avaliação da eficiência energética e a aplicação de métodos de irrigação e hidrometria. Calibração de medidor de elementos para medir o consumo de água.
Doutor em Filosofia em Engenharia, Water Resources University of California, EUA. Engenheiro Agrônomo, Universidade de Concepción. ÁREAS DE ESPECIALIDADE: Otimização de Recursos Hídricos na Agricultura e Sistemas de Irrigação. DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL: Professor Titular / Emérito da Faculdade de Engenharia Agronômica da Universidad de Concepción. Cursos ministrados na graduação: Projeto de sistemas de micro irrigação, Irrigação Hidráulica de Superfície. Cursos de pós-graduação ministrados: Otimização de Recursos Hídricos. REDES EM QUE COLABORA: Conselho Nacional de Inovação para o Desenvolvimento CNID, UCDavis Chile, Colegio Posgrado Chapingo
Ph.D. em Climatologia Agrícola pela Universidade do Estado de Iowa, Ames, Dr. Snyder possui especialidade em biometeorologia, climatologia, manejo da irrigação, modelagem de evapotranspiração, proteção contra geadas, balanço de energia em áreas irrigadas e análise de riscos climáticos. Foi um dos criadores do California Irrigation Management Information System (CIMIS). Atualmente é especialista em Meteorologia da University of Califórnia, Davis e trabalha com o Departamento de Recursos Hídricos da Califórnia em diversos Projetos.
Ela trabalha como pesquisadora no Instituto de Agricultura Sustentável (IAS) do CSIC. Engenheira Agrônoma pela Universidade de Córdoba e doutora pela Australian National University, tem trabalhado na eficiência do uso da água e intensificação sustentável dos sistemas de cultivo anual na Síria, Austrália, Mauritânia, Califórnia e Espanha. Em 1998, ele ingressou na FAO como Oficial de Agricultura para fornecer suporte técnico aos países em desenvolvimento em questões relacionadas à produção de cereais e estratégias de pesquisa participativa em agronomia. Em 2004 ingressou no Instituto de Agricultura Sustentável (IAS-CSIC) onde iniciou uma linha de trabalho em agricultura de conservação e de onde continua seu apoio a outros países.
Engenheiro Civil Agrícola e Doutor em Engenharia pela Universidade de Nebraska, Luis Octavio Lagos, é atualmente Diretor do Departamento de Recursos Hídricos da Faculdade de Engenharia Agrícola da Universidad de Concepción. Ele faz parte da equipe do Laboratório de Pesquisa e Tecnologias para Gestão de Recursos Hídricos na Agricultura, ITECMA2, e faz parte da equipe de gerenciamento do Centro de Pesquisa em Recursos Hídricos para Agricultura e Mineração. Sua pesquisa se concentra principalmente em recursos hídricos, engenharia aplicada a sistemas de irrigação e gerenciamento de água na agricultura. Isso se torna visível através de sua pesquisa visando a irrigação de precisão com pivôs centrais e o estudo da quantidade de água necessária para cada cultura usando imagens de satélite.
Mestre em Engenharia Hidráulica pela Politécnica de Bari e PhD. em Engenharia de Irrigação na Universidade Técnica de Lisboa, Lamaddalena trabalha há mais de 20 anos em engenharia agrícola e gerenciamento de recursos hídricos, com foco em design, análise de desempenho e gerenciamento de sistemas de distribuição em larga escala, novas tecnologias de entrega com modelagem associada desenvolvimento em condições de escassez de água, modelos de governança das Associações de Usuários da Água. Ele atuou como professor universitário na Politécnica de Bari (Itália) de 2007 a 2012. As atividades científicas e técnicas foram conjugadas com a gestão de muitos projetos de desenvolvimento relacionados à água no sul da Europa, norte da África e Oriente Próximo, também em cooperação com a International Centros de pesquisa e universidades.
Pesquisador Responsável pelo laboratório - IRSTEA, Montpelier (França) e Coordenador de P & D em Tecnologias de Irrigação. Formou-se em Engenheiro de Técnicas Agrícolas (ENITA de Bordeaux) no período de 1983 a 1986. Possui Mestrado Europeu em Gestão da Água na Agricultura (ENGREF et USTL) em 1990 – 1991. Doutor em agronomia (Montpellier Sup Agro). Engenheiro Sênior, gerente do Laboratório Nacional Francês para Investigação e Testes em Equipamentos para Irrigação, Irstea (ex-Cemagref), Aix-en-provence, organizador da Rede Internacional de Testes Laboratoriais em Irrigação (INITL). B. Molle está envolvido em diversos projetos de pesquisa para entender os caminhos de sistemas de distribuição (gotejamento e aspersão) de desempenho no clima real e as condições de qualidade da água.
Especialista assistente em extensão cooperativa em viticultura no Departamento de Viticultura e Enologia. Ele está sediado na Estação Oakville do departamento, um vinhedo de pesquisa de 40 acres em Napa Valley. Kurtural recebeu seu Ph.D. em biologia vegetal da Southern Illinois University Carbondale. Ele foi professor associado em viticultura e enologia no Fresno State antes de ingressar no corpo docente da UC Davis em 2015.
Mestrado em Israel na Faculdade de Agricultura em Rehovot da Universidade Hebraica de Jerusalem e pesquisa no Instituto Volcani Center entre 1987 - 1990. Foco em cultivos de campo e horticultura irrigados e fertirrigados. Extendendo a temporada em Israel em Genética e Fisiologia Vegetal nas empresas de sementes Zeraim Gedera e Hazera entre 1991 - 1995. Em 1996, retorno ao Brasil, depois de 10 anos em Israel com atividades de consultorias em fertirrigação, além de ter trabalhado 5 anos na Haifa Chemicals entre 1999 - 2004, e 11 anos na ICL Fertilizantes Especiais ente 2007 - 2017. Atualmente consultor pela Dimenstein Consultoria para temas de fertirrigação e nutrição vegetal. Consultor para desenvolvimento de novos fertilizantes especiais para ADOB da Polônia.
Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido (1999), mestrado em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal da Paraíba (2001) e doutorado em Irrigação e Drenagem pela Universidade de São Paulo (ESALq-USP, 2005) e pós-doutorado em fisiologia vegetal pela Universidade Federal do Ceará (UFC) (2012). Foi Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciência do Solo e Vice Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Manejo do solo e água/UFERSA. É professor Associado do Departamento de Agronomia e eng. Florestal do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal Rural do Semiárido; supervisor geral do Laboratório de análises de Solo Água e Planta (LASAP/UFERSA) e pesquisador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Salinidade (INCTSal). Atua como orientador de alunos do curso de graduação em Agronomia e de pós-graduação em Manejo do Solo e Água (Mestrado e Doutorado). Atua principalmente nos seguintes temas: Eficiência no uso de água e de nutrientes pelas plantas; Tolerância de cultivos agrícolas à salinidade; utilização e manejo de águas salinas e residuárias na irrigação; Manejo de solos salinos e sódicos; Ecofisiologia vegetal.
Graduou-se em Engenharia Agronômica pela Universidade de São Paulo (1979), fez especialização em irrigação na Utah State University (1984), Mestrado em Irrigação e Drenagem pela Universidade de São Paulo (1991) e Doutorado em Engenharia de Irrigação na Utah State University (2005). Foi responsável pela área de avaliação de equipamentos de Irrigação do Centro Nacional de Engenharia Agrícola (CENEA- MA) e atuou como secretário e presidente da Comissão de Equipamentos de Irrigação da Associação Brasileira de Normas Técnicas. Atualmente, é professor da Universidade Federal de Lavras, atuando na área de Engenharia de Água e Solos, com ênfase na avaliação de equipamentos de irrigação e simulações numéricas dos processos associados á engenharia e manejo da irrigação (uniformidade de aplicação de água e fluxo de água no solo).
Engenheiro agrônomo, formado na ESALQ/USP, turma de 1993, concluiu o mestrado em 1996 na mesma instituição, área de concentração Irrigação e Drenagem e concluiu o doutorado em Engenharia Agrícola pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) em 2001. Atualmente é Pró Reitor de Pesquisa, Pós Graduação e Extensão da Universidade de Uberaba (UNIUBE). É professor permanente dos programas de Mestrado Profissional em Engenharia Química (UNIUBE) e Produção Vegetal (IFTM).
Lourival Ferreira Cavalcante doutor em Agronomia, sobre o tema solos degradados por sais do Perímetro de Irrigação de São Gonçalo, Sousa-PB, pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiróz”-ESALQ/USP, Piracicaba-SP, em 1985, professor aposentado pelo Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal da Paraíba, Areia – Paraíba, em 2012. Professor permanente dos Programas de Pós - Graduação em Agronomia/CCA/UFPB e de Ciências Agrárias (Agroecologia)/CCHSA/UFPB, respectivamente nos municípios paraibanos de Areia e Bananeiras, bolsista de produtividade em Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Sempre desenvolveu suas atividades em solos e água afetados por sais usando em maior frequência a cultura do maracujazeiro amarelo (Passiflora edulis Sims).
Graduado em Engenharia Agronômica pela Escola de Agronomia do Nordeste / Universidade Federal da Paraíba (1966-1969). Mestrado em Fitotecnia pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz / USP (1970-1971). Doutorado em Solos e Nutrição de Plantas pela ESALQ / USP (1972-1974). Cumpriu programa de Pós-doutorado na University of Arizona, Tucson/AZ, USA (ago-1989/dez-1990), em fisiologia da produção, com ênfase em Horticultura. Foi membro do Conselho Científico e Tecnológico do CNPq, Professor da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal / UNESP, da UFPB e da UFCG. Foi Assessor Técnico do Instituto Nacional do Semiárido e Professor Visitante Sênior da Universidade Estadual da Paraíba. Atualmente é Professor Visitante da Unidade Acadêmica em Engenharia Agrícola da UFCG. Tem experiência em áreas de Agronomia e de Engenharia Agrícola, com ênfase em Fisiologia da Produção, atuando, principalmente, em estresse abiótico (salino, hídrico e hipoxítico/anoxítico), bem como, em Ecofisiologia de espécies da Caatinga. Até o momento, participou da publicação de número superior a 180 papers em revistas científicas especializadas e orientou/coorientou mais de 100 alunos, em vários níveis de qualificação, com 35 doutores já titulados sob sua orientação/coorientação.
Formado em Engenharia Florestal e em Licenciatura Agrícola pela Universidade Federal Rural de Pernambuco. Possui mestrado em Botânica pela Universidade Federal Rural de Pernambuco e doutorado em Ciências Naturais (Ecologia) na Alemanha pela Bielefeld Universität e pós-doutorado em Engenharia Agrícola (Ecologia de Halófitas) pela Universidade Federal do Ceará. Atualmente é Professor Associado da Universidade Estadual do Ceará, junto ao Curso de Ciências Biológicas. Coordena o Laboratório de Ecologia da instituição. É membro do corpo docente do Mestrado Acadêmico em Ciências Naturais. Tem experiências na área de Ecologia da Restauração e Conservacionismo, com ênfase em Ecossistemas, atuando principalmente nos seguintes temas: Ecofisiologia de halófitas, salinidade do solo, permacultura, biodiversidade do semiárido, bioprospecção com plantas da Caatinga, aproveitamento de recursos naturais, Monitoramento e análise de impactos ambientais. Desenvolve pesquisas relacionadas com Bioinvasão e Fitoremediação.
Possui Graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade de Brasília, Mestrado em Agronomia (Genética e Melhoramento de Plantas) pela Universidade Federal de Lavras e Doutorado em Plant Pathology - Plant Molecular Biology pela Cornell University. Pesquisador A da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária lotado no Laboratório de Genética e Biotecnologia da Embrapa Agroenergia. Professor Orientador no Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Vegetal da UFLavras, responsável pela disciplina PBI519 (Tópicos Especiais - Biotecnologia Aplicada à Agroenergia). Foi Pesquisador da Embrapa LABEX Europa, na área de Biologia Avançada, onde coordenou o programa de P&D “MusaForever”, em parceria com a Wageningen UR, em Wageningen nos Países Baixos, e a KUL, em Leuven na Bélgica. Destaque Individual da Embrapa recebendo Premiação por Excelência 2010, ano base 2009. Foi Chefe Geral da Embrapa Agroenergia de 2011 a 2016. Membro Titular do Comitê Gestor do Programme for the Development of Alternative Biofuel Crops, coordenado pelo The World Agroforestry Centre (ICRAF) entre 2013 e 2016. Membro do Comitê Científico do Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE) entre 2013 e 2015.Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em biotecnologia aplicada ao melhoramento genético, atuando principalmente nos seguintes temas: a) Caracterização de recursos genéticos mediante emprego de plataformas ômicas (fenômica, transcritômica, metabolômica); b) Prospecção e validação de promotores de genes responsivos a estresses (bióticos e abióticos), e de genes/alelos candidatos de tolerância a estresses (bióticos e abióticos); c) Genômica de microrganismos (Vírus e Fungos); d) Desenvolvimento de sistemas de diagnose molecular de fitopatógenos (Vírus e Fungos); e e) Desenvolvimento e caracterização de organismos geneticamente modificados (OGMs).
Engenharia Agrícola e mestre em Engenharia Civil pela UFPB. Doutora em Engenharia Agrícola pela UFV. Professora Titular da Universidade Federal de Campina Grande-UFCG/PB. Tem experiência na área de Irrigação e Drenagem, com ênfase em Tecnologia e Problemas Sanitários de Irrigação, atuando principalmente nos seguintes temas: reuso de água; irrigação; drenagem; salinidade e impactos ambientais.
Centro Internacional de Agricultura Biosalina - ICBA. Chefe da Seção, Líder do Programa de Diversificação e Genética de Culturas, Cientista Principal - Melhoramento de Plantas. Dr. R.K. Singh é Chefe da Seção de Diversificação de Culturas e Genética. Ele ingressou no ICBA em novembro de 2018. Ele lidera equipes de pesquisa que estudam culturas como quinua, cevada, mostarda, cártamo; árvores como tamareira; e halófitas como Salicornia e Suaeda, entre outras. Ele começou sua carreira em 1986 como cientista no Agricultural Research Services do Central Soil Salinity Research Institute (o Conselho Indiano de Pesquisa Agrícola) em Karnal, Índia. Ele havia subido na hierarquia para se tornar o principal cientista. Em 2005, ele se mudou para o Instituto Internacional de Pesquisa de Arroz (IRRI) como criador de arroz em áreas afetadas pelo sal. Ele trabalhou em diferentes funções no IRRI até 2018. Entre 2009 e 2012, ele atuou como Coordenador Regional de Melhoramento de Plantas do IRRI para a África Oriental e Meridional com base na Tanzânia. Nessa função, ele coordenou atividades de cultivo de arroz em Uganda, Quênia, Tanzânia, Ruanda, Burundi e Moçambique. De 2012 a 2016, ele trabalhou na sede do IRRI como criador de arroz para solos problemáticos e planícies de sequeiro do Sudeste Asiático, incluindo Mianmar, Tailândia, Laos, Camboja, Vietnã, Indonésia e Filipinas. Em 2016-2018, ele liderou a equipe de desenvolvimento de características no IRRI com foco em salinidade, calor e solos problemáticos. Em suas funções anteriores, Dr. R.K. Singh liderou as equipes que desenvolveram e lançaram várias variedades de arroz tolerantes ao sal, incluindo o arroz basmati, na Índia. Ele possui um Ph.D. Doutor em Melhoramento de Plantas pela Universidade G. B. Pant de Agricultura e Tecnologia, Pantnagar, Índia. Ele publicou mais de 75 artigos de pesquisa em periódicos internacionais revisados por pares e mais de 15 capítulos de livros.

Accordion Sample DesEducação: MS Agronomia e Solos, Universidade de Auburn, 2008. Bacharel em Agronomia pela Universidade de São Paulo, 2004. Especialidade Irrigação e manejo de nutrientes em safras de frutas e vegetais. Áreas de especialização (clique para ver todos os acadêmicos da ANR com essa especialização) Bagas – Geral; Morangos; Horticultura; Colheitas De Vegetais; Plantas e seus sistemas; Recursos Naturais e Meio Ambiente; Conservação e Uso Eficiente da Água; Proteção e gestão de bacias hidrográficas; Relações de solo, planta, água e nutrientes; Manejo de Solos Salinos e Sódicos e Salinidade; Prevenção e mitigação da poluição; Sistemas e instalações de drenagem e irrigação; Sistemas de Informação Geográfica; espanhol; Qualidade, quantidade e segurança da água; Sistemas Alimentares Sustentáveis
Ph.D. Ciência do solo e agroecologia, Utah State University. 2016. MS Plant Science, Ecologia Molecular, Utah State University. 2007. Bacharel em Biologia, Universidade de Wisconsin - Stevens Point. 2002. Áreas de especialização: Colheita de frutas e nozes – Geral; Culturas de nozes;Amêndoas; Pistachios; Nozes; Solo e Terra; Genoma vegetal, genética e mecanismos genéticos; Eficiência biológica vegetal e estresses abióticos que afetam as plantas; Biologia Vegetal Básica; Patógenos e Nematóides que Afetam Plantas; Sistemas integrados de controle de pragas; Conservação e Uso Eficiente da Água; Relações de solo, planta, água e nutrientes; Manejo de Solos Salinos e Sódicos e Salinidade; Sistemas e instalações de drenagem e irrigação; Usuário Dafis; Aprendizagem Social em Agricultura e Sistemas Alimentares; Nutrientes e água em paisagens agrícolas; Comercial; Orgânico; Ipm; Sistemas Alimentares Sustentáveis
Ph.D. em Engenharia Agrícola pela Universidade da Flórida 2010, mestrado em Engenharia de Irrigação pela Universidade Estadual de Uta em 2004 e cursou Graduação em Engenharia Agrícola na Universidade Agrícola de Gujarat em 2000. Recebeu o prêmio de liderança pela California Climate and Agriculture Network (CalCAN), 2019. Especialista em Adaptação Climática em Ag .UC Merced - Instituto de Pesquisa Sierra Nevada, CA.
Ben Faber é o consultor de solos / água / culturas subtropicais dos condados de Ventura e Santa Bárbara. Seus principais envolvimentos em lavouras são abacate e frutas cítricas, mas outras lavouras subtropicais e decíduas também estão incluídas, como lichia, longan, mirtilo, cherimoya e maracujá. Ele está atualmente avaliando várias variedades de árvores subtropicais quanto à sua viabilidade econômica em ambientes costeiros. Ele também estuda questões de qualidade do solo e da água, como gerenciamento de erosão, gerenciamento de salinidade, gerenciamento de solo de pomar, programação de irrigação e gerenciamento de fertilidade. Ben tem seu Ph.D. na fertilidade do solo e MS na pomologia.
Educação: Universidade de Bolonha, Itália: 1988 Licenciatura em Física, 1994 especialização em Ciência e Tecnologia Ambiental. Universidade de Sassari, Itália: 1998 PhD em Biometeorologia. Posição atual: É professora associada do Departamento de Ciências Agrárias da Universidade de Bolonha desde 15 de setembro de 2014.Em 2006 foi eleita para o Conselho de Administração da Associação Italiana de Agrometeorologia, a partir de 2018 é a Presidente. Desde 2010 é editor-chefe do Italian Journal of Agrometeorology. Ela é membro da Sociedade Italiana de Agronomia. Desde aa 2001/02 tem leccionado Agrometeorologia, Agroclimatologia e Metodologia Experimental nos graus de Primeiro ou Segundo Nível da Faculdade de Agricultura da Universidade de Bolonha. Desde o ano 2002/03 ela faz parte do Collegio dei docenti da escola de doutorado da Universidade de Sassari. Leccionou Agrometeorologia e Análise de Dados no Mestrado em Conservação de Terras e Água e na Escola Doutoral da Faculdade de Agricultura da Universidade de Bolonha. Presidente da Associação Italiana de Agrometeorologia, AIAM. Membro da Sociedade Italiana de Agronomia (SIA), Sociedade Europeia de Agronomia (ESA), Associazione Italiana di Scienze dell'Atmosfera e Meteorologia (AISAM). Editor-chefe do Italian Journal of Agrometeorology.
Doutor em Engenharia Agronômica pela Universidad de Concepción. LINHAS DE INVESTIGAÇÃO: Uso eficiente de água na agricultura e mineração, Disponibilidade e qualidade da água para agricultura e mineração devido às mudanças climáticas, Governança da água, serviços ecossistêmicos e sustentabilidade. ÁREA DE RESPONSABILIDADE: Gerente de Plataforma. ÁREAS DE ESPECIALIDADE: Modelagem Hidrológica, Analise de dados, Uso de isótopos. DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL: Professor Pesquisador, Faculdade de Engenharia, Universidad del Desarrollo. Cursos ministrados na graduação: Introdução à Engenharia Ambiental; Engenharia Ambiental; Modelagem Ambiental; Cursos de pós-graduação ministrados: Modelagem aplicada; REDES NAS QUAIS COLABORA; RED H20, FONDEQUIP
Samuel é professor assistente e especialista em extensão cooperativa. Sua especialidade está em planejamento e gestão de recursos hídricos. Durante o processo de tomada de decisão, Samuel é a pessoa que trabalha entre os cientistas, engenheiros, ambientalistas, operadores de sistema e tomadores de decisão; ele integra ideias em políticas e quantifica benefícios e desvantagens. Samuel compartilha sua experiência e paixão pelo planejamento quantitativo da água com os alunos por meio de seu curso intitulado Água, Ciência e Gestão (ESM-121), no qual ele demonstra aos alunos ferramentas e métodos para projetar sistemas de recursos hídricos sustentáveis
  Ph.D. Engenharia Ambiental - ETH Zurich, Suíça. Professora adjunta assistente da Universidade da Califórnia de Davis.
Khaled Bali - Universidade da Califórnia, Cooperative Extension, - USA Alejandro Antunes –Instituto de Investigaciones Agrarias - CHILE
Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa (1977), mestrado em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Viçosa (1979) e doutorado em Agronomia pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (1986). Aposentou-se como Professor Titular da Universidade de São de São Paulo, Campus Luiz de Queiroz, em junho de 2018. Atualmente é Professor Colaborador Sênior da Universidade de São Paulo, Campus Luiz de Queiroz, e Professor Visitante no Departamento de Engenharia Agrícola da Universidade Federal do Ceará - UFC. Foi Chefe do Departamento de Engenharia de Biossistemas da ESALQ/USP nos períodos 03/2003 a 03/2007 e 03/2011 a 03/2013. Foi Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Irrigação e Drenagem da ESALQ/USP no período 11/2002 a 11/2008. É o Coordenador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Engenharia da Irrigação (INCT-EI) que tem sede na ESALQ/USP e líder do Grupo de Pesquisa do CNPq denominado de: Metrologia, Normalização e Qualidade em Irrigação e Drenagem. Coordenou o Projeto Serviço de Assessoramento ao Irrigante - SAI, projeto executado no Distrito de Irrigação do Baixo Acarau-CE. Foi membro do Comitê Assessor de Engenharia Agrícola do CNPq no período de 01 de julho de 2013 a 30 de junho de 2016 (na condição de Suplente) e no período de 01 de outubro de 2016 a 30 de junho de 2019 (na condição de Titular). Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Irrigação, atuando principalmente nos seguintes temas: manejo da irrigação, hidráulica de sistemas de irrigação, otimização do uso da água, evapotranspiração, fertirrigação e simulação.
Possui graduação em Engenharia Agronômica pela FAZU (2009) e Tecnologia em Irrigação e Drenagem pelo IFTM (2008), Mestrado em Irrigação e Drenagem pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz -ESALQ/USP e Doutorado (PhD) em Engenharia de Sistemas Agrícolas pela ESALQ/USP, com período de Doutorado Sanduíche na University of California/Davis - UC DAVIS. Atualmente é Professor Adjunto A1 do ICIAG / Instituto de Ciências Agrárias na Universidade Federal de Uberlândia UFU/Campus Monte Carmelo, ministrando 3 disciplinas de graduação e 1 disciplina de pós-graduação. Publicou 28 artigos científicos em periódicos indexados e dezenas de trabalhos em anais de eventos. Atua principalmente nas áreas de: Engenharia de Água e Solo, Agrometeorologia, Relações hídricas dos cultivos/Cafeicultura Irrigada e Estresse Hídrico/Irrigação deficitária.
Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido (1999), mestrado em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Campina Grande (2001), doutorado em Agronomia pela Universidade de São Paulo - USP/ESALq (2004) e Pós doutorado pela Universidade da Califórnia Riverside (UCR) - US Salinity Laboratory (2014). Atualmente é professor Associado IV da Universidade Federal Rural do Semi-Árido e Bolsista de Produtividade em Pesquisa - Nível 1 A. Professor permanente do Programa de Pós Graduação em Fitotecnia. Tem experiência na área de manejo ecológico e conservação dos solos e da água, com ênfase em tecnologia sociais de convivência com o semiárido e, manejo da salinidade na agricultura. Vencedor dos Prêmios: Agência Nacional de Águas (ANA) 2017 na Categoria Pesquisa e Inovação Tecnológica; I Prêmio ODS Brasil/Agenda 2030 na Categoria Ensino Pesquisa e Extensão e, Menção honrosa no IV Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional.
Engenheiro Agrícola formado pela Universidade Federal de Lavras (1994), mestre em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal da Paraíba (1997), doutor em Irrigação e Drenagem pela Universidade de São Paulo (2002), com pós-doutorado em Conservação de Água e Solo pela Universidade de São Paulo (2006). Atualmente é professor associado do Departamento de Engenharia Agrícola da UFRPE, onde leciona disciplinas da área de recursos hídricos e meio ambiente. Tem experiência na área de Engenharia Agrícola, com ênfase em Irrigação e Drenagem, atuando principalmente nos seguintes temas: salinidade, irrigação, solução do solo, fertirrigação e qualidade e reuso de água. No momento atua como Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola da UFRPE. Na pesquisa interinstitucional brasileira atua como coordenador da Rede de Reuso de Esgoto Doméstico Tratado para Produção Hidroagrícola no Nordeste Brasileiro (REREUNE/CNPq), que integra diferentes universidades como a Universidade Federal Rural do Semiárido e Universidade Federal do Recôncavo da Bahia além de compor a equipe de Pesquisadores do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Salinidade (INCTSal/CNPq), além de atuar em cooperação com o Departamento de Edafología da Universidade A Coruña na Espanha e com o Department of Ecosystem Science and Management da Texas A & M University nos Estados Unidos da América.
Engenheiro Agrônomo (UFERSA-2004), Mestre (2007) e Doutor (2010) pela UFRPE. É professor Associado, Nível II, Departamento de Agronomia/UFRPE (Desde 2010). É professor permanente dos Programas de Pós-graduação em Ciências do Solo e Engenharia Agrícola da UFRPE. Ficou a frente da Coordenaçao do Curso de Agronomia da UFRPE (2011-2018). Atualmente é Coordenador do Curso de Pós-Graduação em Ciência do Solo - UFRPE (10/2018 - presente). Editor Assistente da Revista Brasileira de Ciência do Solo. Pesquisa temas relacionados com a interação solo-planta em ambientes acometidos por estresses abióticos. Em seu currículo destacam-se temas como fitorremediaçao, relaçoes hidricas e geoestatística. É Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2 - CA AG - Agronomia
Engenheiro agrônomo formado pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) em 2010, mestrado (2012) e Doutorado (2015) em Agronomia (Irrigação e Drenagem) pela Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) da Universidade Estadual Paulista (UNESP) Júlio de Mesquita Filho, câmpus de Botucatu-SP e Pós-doutorado pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) em 2016. Atualmente é professor Adjunto da Universidade Federal do Ceará (UFC) no Departamento de Engenharia Agrícola (DENA), onde leciona as disciplinas de Irrigação e Drenagem, Irrigação Pressurizada e Drenagem na Agricultura. Suas pesquisas estão ligadas a área de engenharia agrícola com concentração de pesquisas em irrigação e drenagem, atuando em linhas relacionadas a fertirrigação, manejo da agricultura irrigada, agrometeorologia e engenharia da irrigação.
César S. B. Costa - Bacharel em Oceanologia pela FURG. PhD em Ciências Biológicas pela University of East Anglia. Prof. do Instituto de Oceanografia da FURG (Rio Grande, RS). Atua em pesquisas sobre a dinâmica populacional de plantas costeiras, agricultura com água salgada e fitorremediação de águas e solos salinos.
O Dr. Jorge FS Ferreira possui bacharelado em Engenharia Agronômica (1983), mestrado em Fruticultura Tropical (1985) e doutorado. Doutor em Horticultura (1994) pela Purdue University, com ênfase em fisiologia e bioquímica de metabólitos secundários de plantas. O Dr. Ferreira trabalhou como fisiologista de plantas para o (então) Southern Weed Science Lab em Stoneville, MS, onde desenvolveu tecnologia usada pelo governo dos Estados Unidos para controlar plantas ilícitas. Em seguida, trabalhou como químico ambiental para Agrevo, Aventis e, em seguida, Bayer Crop Sciences. Ele ensinou biologia vegetal na Southern Illinois University por dois anos, depois ingressou no Appalachian Farming Systems Research Center em 2003. Atualmente, o Dr. Ferreira trabalha para o US Salinity Lab em Riverside, CA. Sua pesquisa se concentra nas respostas fisiológicas e bioquímicas de culturas agrícolas (como morango e alfafa) ao estresse salino e no uso potencial de marcadores bioquímicos para identificar a tolerância à salinidade. Ele está particularmente interessado em antioxidantes, açúcares e outros compostos que podem ser produzidos em resposta a altos níveis de estresse (na forma de ROS) desencadeados pela salinidade na água e no solo.
Graduação em Zootecnia pela Universidade Federal da Paraíba (1986), mestrado em Zootecnia (1993) e doutorado em Zootecnia (1997) pela Universidade Federal de Viçosa. Atualmente é pesquisador A da Embrapa Semiárido, professor permanente do Programa de Pós Graduação em Ciência Animal da UNIVASF e do Programa de Doutorado Integrado em Zootecnia (UFPB/UFC). Bolsista Produtividade em Pesquisa CNPq. Pesquisador visitante, Animal Science - UCDAVIS (2008-2009). Tem experiência na área de Zootecnia, com ênfase em Avaliação de Alimentos para Animais, atuando principalmente nos seguintes temas: semiárido, água na produção de ruminantes, agricultura biossalina, nutrição e alimentação de ruminantes, forrageiras xerófitas e halófitas.
Possui graduação em Engenharia Agronômica, pela Universidade Federal de Sergipe (2005), Mestrado e Doutorado em Engenharia Agrícola, pela Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, finalizados em 2007 e 2010, respectivamente, ambos na área de concentração de Irrigação e Drenagem. Professor Associado II da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Campus do Sertão, lotado no Núcleo de Graduação em Agronomia, sendo ainda professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Recursos Hídrico (PRORH) da UFS. É bolsista de produtividade do CNPq, nível 2. Tem experiência na área de Engenharia Agrícola, com ênfase em Engenharia de Água e Solo, atuando, principalmente, nos seguintes temas: Ecofisiologia e produção de culturas irrigadas; o manejo sustentável da água no sistema solo-planta-atmosfera, em especial a partir do cultivo de espécies frutíferas com o uso de águas salinas.

Engenheiro Agrícola e MS pela UFV, Doutor em Agronomia pela UCo-Espanha. Professor da UFV desde 1983 sendo atualmente Professor Titular Sênior do DEA-UFV.Coordenou diversos projetos financiados pelo CNPq, FAPEMIG, BNB, EMBRAPA e atualmente é o coordenador de um programa de pesquisa sobre disponibilidade de recursos hídricos no Oeste da Bahia com recursos da AIBA/IAIBA/PRODEAGRO
Possui graduação em Agricultura - University of Udai Pur (1963), mestrado em Ciências do Solo - Punjab Agricultural University (1965) e doutorado em Ciências Agronômicas - Universite Catholique de Louvain (1974). Atualmente é professor aposentado (titular) da Universidade Federal de Campina Grande e Professor visitante na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), editor chefe da Revista Agriambi da Universidade Federal de Campina Grande. Tem experiência na área de Engenharia Agrícola, com ênfase em Engenharia de Água e Solo, atuando principalmente nos seguintes temas: salinidade, irrigação, fertilidade, relação solo água planta, estresse salino, tolerância de plantas a déficit hídrico, qualidade de água e reuso da água.
Doutor em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Viçosa (1999) e pós-doutor pela Universidade de Nebraska-EUA, Lincoln, em engenharia de irrigação e manejo de água. Foi consultor da Organização dos Estados Americanos (OEA) e pesquisador visitante na Universidade da Califórnia-EUA, Davis, no departamento de estudos de terra, ar e recursos hídricos, onde desenvolveu trabalho em modelagem da hidrologia de área irrigadas. Atualmente é pesquisador na área de recursos hídricos e irrigação e supervisor do Núcleo de Articulação Internacional da Embrapa Cerrados. Atua como consultor científico de diversos órgãos de fomento à pesquisa e revistas científicas. Coordena o grupo de pesquisa do CNPq intitulado Rede Agrohidro.
Graduou-se em Engenharia Agronômica (1987) e Mestrado (1991) em Agronomia (Produção Vegetal) pela Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal - UNESP (1987) e Doutorado em Irrigação e Drenagem pela Escola Superior Luiz de Queiroz - USP (1995). É Professor Titular da Universidade Estadual Paulista - Campus de Ilha Solteira. Foi Chefe do DEFERS - Departamento de Fitossanidade, Engenharia Rural e Solos no período de 2001 a 2003 e 2005 a 2009. Tem experiência na área de Engenharia Agrícola, com ênfase em Irrigação e Drenagem, atuando principalmente nos seguintes temas: agricultura irrigada, sistemas de irrigação, agrometeorologia, hidrologia e fertirrigação. É Professor e Orientador no curso de Agronomia na UNESP Ilha Solteira e nos Programas de Pós-Graduação em Sistemas de Produção e Mestrado Profissional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos (PROFÁGUA) na UNESP Ilha Solteira e em Irrigação e Drenagem na UNESP Botucatu. É Relator Ad-Hoc de algumas Revistas Técnicas brasileiras e também da FAPESP.
Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal do Ceará (1991), mestrado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas) pela Universidade Federal do Ceará (1995), doutorado em Ciências Agrárias (Fisiologia Vegetal) pela Universidade Federal de Viçosa (2000) e pós-doutorado pela University of California, Riverside (UCR) and US Salinity Laboratory/ARS/USDA (2014). Foi Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola/UFC no período de agosto de 2005 a agosto de 2009 e no período de maio de 2011 a abril de 2013. Foi também Presidente do XII Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal (Fortaleza-CE, 2009), Coordenador do I e II Simpósio Brasileiro de Salinidade (Fortaleza-CE, 2010 e 2014) e do I Simpósio Latino Americano de Salinidade (Fortaleza-CE, 2019). É professor Titular do Departamento de Engenharia Agrícola do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Ceará, Pesquisador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Salinidade (INCTSal) e Bolsista de Produtividade do CNPq nível 1C. Atua como orientador de alunos do curso de graduação em Agronomia e de pós-graduação em Engenharia Agrícola (Mestrado e Doutorado) e Ciência do Solo (Mestrado e Doutorado). Atua principalmente nos seguintes temas: Eficiência no uso de água e de nutrientes em plantas sob condições normais e sob estresse; Tolerância à salinidade de culturas anuais (sorgo, feijão-de-corda, milho, algodâo), perenes (coqueiro, cajueiro) e ornamentais; Estratégias visando a utilização de águas salinas e residuárias na irrigação (plena e suplementar); Manejo de solos salinos e sódicos; Ecofisiologia vegetal.
Engenheiro Agrícola (2008) e Mestre em Agronomia pela Universidade Estadual de Maringá - UEM (2010) (CAPES 5) com desenvolvimento da pesquisa de sua Dissertação no Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR), e Doutor em Irrigação e Drenagem pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz -ESALQ/USP (2014) (CAPES 5). Realizou Doutorado Sanduíche na University of California/Davis - UC DAVIS, pelo período de um ano (2013), com Bolsa vigente pelo CNPq/CsF. Desde 2014 é Professor Adjunto da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS/CPCS. Em 2020 foi eleito Coordenador da Câmara Especializada de Agronomia do CREA/MS. Atua principalmente nas áreas de: Manejo de Irrigação, Viabilidade Econômica em Irrigação, Agrometeorologia, Zoneamento Climático, Estresse Hídrico, Modelagem e vem desenvolvendo atividades de Sensoriamento Remoto aplicado à manejo de recursos hídricos em parceria com o Water for Food Robert B. Daugherty Institute da University of Nebraska - UNL/EUA, sob a supervisão do Professor Christopher Neale em seu projeto de Post Doc. É líder do Grupo de Pesquisas em Viabilidade Econômica de Irrigação e Colaborador do Instituto de Pesquisa e Inovação na Agricultura Irrigada - INOVAGRI. Atua como Perito Técnico do Ministério Público Estadual - MPMS em projetos que envolvem recursos hídricos. Dentre as várias representações em conselhos e comissões, destaca-se seu perfil atuante e participativo já enquanto acadêmico, tendo sido representante discente na Congregação ESALQ-USP, no Conselho de Pesquisa (CoP/USP) e no Conselho de Pós-graduação (CoPGr/USP). Foi, ainda, Presidente da Associação dos Pós-graduandos (APG-ESALQ) durante seu Doutorado e Presidente do Centro Acadêmico de Engenharia Agrícola (CAEAG/UEM), durante sua Graduação.
possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal da Bahia (1994), mestrado em Irrigação e Drenagem pela Escola Superior de Agricultura Luíz de Queiroz (1998) e doutorado em Irrigação e Drenagem pela Escola Superior de Agricultura Luíz de Queiroz (2002). Atualmente é professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucana Petrolina-Pe. Tem experiência na área de Engenharia Agrícola, com ênfase em Engenharia de Água e Solo, atuando principalmente nos seguintes temas: irrigação, evapotranspiração, manejo da irrigação, necessidade hídrica e lisímetro. Membro do corpo docente e orientador de mestrado do Curso de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola da UNIVASF, campus de Juazeiro
Graduado em Agronomia pela UFC (1982), Mestre em Agronomia (Irrigação e Drenagem) pela UFC (1988) e Doutor em Irrigação e Drenagem pela Esalq/USP (1994). Atualmente, é Professor Titular da UFC. Linhas de trabalho: Irrigação por Superfície, Drenagem Agrícola, Alocação de recursos em agricultura irrigada.
Possui graduação em Meteorologia pela Universidade Federal de Alagoas (2000), mestrado em Agronomia (Meteorologia Agrícola) pela Universidade Federal de Viçosa (2002) e doutorado em Agronomia (Física do Ambiente Agrícola) pela Universidade de São Paulo (2005). Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Agrometeorologia, Climatologia e Micrometeorologia, atuando principalmente nos seguintes temas: processos de transporte turbulento sobre superfícies vegetadas, evapotranspiração, estatística climatológica, sistema de informação geográfica aplicada a ciências atmosféricas, radiometria solar e modelagem agrometeorológica. Atualmente é Prof. Adjunto II do Departamento de Ciências Ambientais do Instituto de Florestas da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e atua como docente/orientador dos Programas de Pós-graduação em Práticas em Desenvolvimento Sustentável da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e Engenharia de Biossitemas da Universidade Federal Fluminense.
Professor de Agrometeorologia da Universidade Federal Rural de Pernambuco, Unidade Acadêmica de Serra Talhada, há mais de 10 anos, atualmente na Classe/Nível: Associado II, Thieres George Freire da Silva é Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq com ênfase em Governança Agropecuária e em Estudos Ecossistêmicos. As suas pesquisas são voltadas para avaliação dos impactos da Mudança no Uso do Solo e proposição de Sistemas de Produção Resilientes para a Agricultura Familiar e Cadeias Produtivas a partir de Serviços Agrometeorológicos. Tem index h(ISI)=8, h(Scopus)=11; h(GoogleScholar)=22; e, RGscore=27.78. Agrônomo, com MSc. e DSc em Meteorologia Agrícola é o atual Presidente da Sociedade Brasileira de Agrometeorologia-SBAgro(2017-2019/2019-2021) e membro da Câmara de Assessoramento e Avaliação da FACEPE. Contribui com consultoria ad hoc para várias instituições. Tem forte vocação na formação continuada, possuindo no momento orientações de doutorado(9), mestrado(7), Iniciação Científica-IC(6) e de Trabalhos de Conclusão de Curso-TCC(13). Já orientou/coorientou 97 propostas de IC/Outros, 26 TCC, 2 especialistas, 37 mestres e 3 doutores, e supervisionou 3 pesquisadores em Estágio Pós-doutoral, totalizando 161 propostas de pesquisa, o que resultou em 85 profissionais formados. Tem mais de 600 produções científicas, das quais mais de 130 são artigos em periódicos nacionais e internacionais, 8 são capítulos e mais de 480 são trabalhos de eventos científicos. É professor dos cursos de graduação em Agronomia e Zootecnia, e Docente Permanente dos Programas de Pós-graduação em Engenharia Agrícola (6) e em Produção Vegetal (4). Atua em dois importantes projetos em REDE: um como pesquisador da REDE Nacional de Zoneamento Agrícola de Risco Climático, onde contribui na definição e validação do calendário agrícola da palma forrageira no Brasil, e outro como membro do Projeto em REDE Interinstitucional de Pernambuco voltado à 'Pesquisa e Tecnologias Hídricas para o Desenvolvimento do Semiárido'. É editor de área de periódicos indexados (Revista Caatinga e Revista Brasileira de Meteorologia) e revisor de inúmeros periódicos nacionais e internacionais. Tem experiência com gerenciamento de projetos financiados pelo CNPq(5), FACEPE(2) e UFRPE(1), possuindo projeto Universal (2018) em andamento, e participação em vários projetos interinstitucionais.
Possui Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria, campus Frederico Westphalen, RS, mestrado e doutorado em Engenharia de Sistemas Agrícolas pela ESALQ/USP, Piracicaba, SP, com realização de doutorado sanduíche na Universidade da Flórida, Gainesville, EUA, desenvolvendo projetos de pesquisas na área de Agrometeorologia e Fitotecnia, com enfase em modelos de simulação de produtividade e avaliação da produtividade da soja nas condições climáticas atuais e futuras avaliando características de tolerante ao déficit hídrico e manejos de cultivo para o Brasil. Durante o pós-doutorado, realizado no departamento de Engenharia de Biossistemas (ESALQ/USP), desenvolveu projeto voltado para a caracterização dos ambientes de produção para a cultura da soja e manejos estratégicos para aumento da resiliência do sistema produtivo no contexto agrometeorológico. Atualmente é professor Adjunto A e pesquisador na área de agrometeorologia e modelagem na Escola de Agronomia da Universidade Federal de Goiás.
Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e Universidad Nacional de Córdoba, Argentina (2009). Doutorado em Agronomia pela UFSM e University of Nebraska - Lincoln, Estados Unidos (2015). Foi extensionista rural de nível superior na EMATER/RS-ASCAR de 2011 a 2013. Foi pesquisador do Instituto Rio Grandense do Arroz (IRGA) e Coordenador do Programa de Pesquisa em Agronomia da Estação Experimental do Arroz do IRGA de 2014 a 2016. Foi agraciado com o prêmio "O FUTURO DA TERRA - 2016", na categoria Cadeias de Produção pela FAPERGS/Jornal do Comércio. Foi Professor do Curso de Agronomia da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), campus Itaqui em 2016. Atualmente é Professor Adjunto no Departamento de Fitotecnia da Universidade Federal de Santa Maria e Professor Visitante na Universidad Nacional de Entre Ríos, Argentina. Foi Coordenador do Programa de Pós-graduação em Engenharia Agrícola (PPGEA) na UFSM (2019). Tem experiência na área de Agronomia e Engenharia Agrícola, com ênfase em Potencial e lacunas de produtividade de culturas agrícolas e Eficiência no uso de recursos. Desde 2018 é colaborador do Projeto Global Yield Gap and Water Productivity Atlas (GYGA) nas culturas da soja, milho e arroz no Brasil. Desde 2020 é Consultor do Projeto Soja liderado pelo Fundo Latino Americano para Arroz Irrigado (FLAR) em 17 países da América Latina e Caribe. É orientador em nível de Mestrado e Doutorado no PPGEA e no Programa de Pós-graduação em Agronomia (PPGAgro) da UFSM. Tem proferido palestras em diversas instituições de pesquisa e de extensão no Brasil, Uruguai, Argentina, Estados Unidos, África do Sul e China sobre Potencial e lacunas de produtividade de culturas agrícolas e eficiência no uso de recursos. Coordenador das Equipes FieldCrops e Simanihot que realizam pesquisa a partir de demandas de produtores rurais, com base em Agricultura de Processos, visando o máximo lucro do produtor com o mínimo impacto ambiental.
Professor adjunto da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal da Bahia (2005), mestrado em Ciências Agrárias pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (2007) e doutorado em Irrigação e Drenagem pela Universidade de São Paulo (2010). Tem experiência na área de Engenharia Agrícola, com ênfase em Irrigação e Drenagem, atuando principalmente nos seguintes temas: irrigação, fluxo de seiva, instrumentação agrícola.
Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido (1994), graduação em Licenciatura em Ciências Agrárias pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (1998), mestrado em Agronomia (Ciência do Solo) pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (1998) e doutorado em Irrigação e Drenagem pela ESALQ/USP com estágio na modalidade Doutorado-SWE na University of Southern Queensland, Austrália. É Professora Titular do Colégio Agrícola Dom Agostinho Ikas (CODAI) da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e docente permanente no programa de Pós-graduação em Engenharia Agrícola da UFRPE. Tem experiência na área de Irrigação atuando principalmente nas seguintes sub-áreas: hidráulica, irrigação localizada, salinidade, design de sistemas de irrigação.
Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade de São Paulo (1980), mestrado em Irrigação e Drenagem pela Universidade de São Paulo (1987) e doutorado em Hidráulica Agrícola - Universite de Montpellier II (Scien. et Tech Du Languedoc) (1992). Atualmente é professor Titular da Universidade Estadual de Campinas. Tem experiência na área de Engenharia Agrícola, com ênfase em Conservação de Solo e Água, atuando principalmente nos seguintes temas: aplicações da técnica da TDR em solos irrigados, manejo de água e nutrientes na irrigação, plantio direto e a irrigação.
Cursou doutorado e mestrado no Departamento de Engenharia de Sistemas Agrícolas da ESALQ/USP na área de irrigação e drenagem. Fez doutorado sanduiche no National Center for Engineering in Agriculture na University of Southern Queensland - Austrália. É Engenheiro Agrônomo pela Universidade Federal de Alagoas. É técnico em agropecuária pela Escola Agrotécnica Federal de Satuba - AL. Trabalha como professor na Universidade Federal de Alagoas. Tem experiência e atua nas áreas de Eficiência de uso da água e energia em cultivos agrícolas e florestais, Engenharia de Irrigação, Avaliação e Desenvolvimento de Equipamentos de Irrigação, Experimentação Florestal/Agrícola, Ecofisiologia, Modelagem matemática, Balanço energético, Gestão de Recursos Hídricos e Aproveitamento de sub-produtos na agricultura
Dr. Khaled Bali é atualmente o Especialista em Gerenciamento de Água de Irrigação do Centro de Pesquisa e Extensão Agrícola Kearney da Universidade da Califórnia em Parlier, CA. Ele está na Divisão de Agricultura e Recursos Naturais da UC desde 1992 e atuou em diferentes funções como consultor de irrigação e gestão de água no Condado de Imperial (1992-2016), diretor do condado da UCCE no Condado de Imperial (2009-2016) e dois anos como diretor interino do Centro de Pesquisa e Extensão da UC Desert em Holtville (2012-2013 e 2014-2015). Ele recebeu seu PhD em física do solo pela UC Davis (1992), mestrado em irrigação e drenagem pela UC Davis (1987) e bacharelado em solo e irrigação pela University of Jordan (1984). Ele é responsável por projetar, implementar e conduzir programas educacionais e de pesquisa aplicada em irrigação, drenagem, gestão da água, qualidade da água, salinidade do solo, gestão de resíduos, reutilização de águas residuais para irrigação e práticas de controle de poluição de fonte difusa. Ele foi bolsista Fulbright na Universidade da Jordânia (2006-07) e conduziu pesquisas sobre a reutilização de águas residuais para irrigação e construção de pântanos para tratamento de águas residuais.
Engenheiro Agrônomo, UNIVERSIDADE DO CHILE. Chile, 1996. Ciências Agrárias, UNIVERSIDADE DO CHILE. Chile, 1994. Engenharia de Irrigação, CEDEX; Ministério do Desenvolvimento. Espanha, 1998. Ciências da Engenharia, Washington State University. Estados Unidos, 2006; Linhas de investigação: Fisiologia e relações hídricas nas culturas; Programação de irrigação; Estresse hídrico; Fisiologia da cultura; Estresse abiótico; Agronomia de culturas anuais; Antioxidantes em alimentos; Estresse oxidativo; Alimentos Funcionais e Saudáveis; Fisiologia vegetal sob estresse e condições de rendimento potencial; Fito-remediação; Biotecnologia vegetal.
Prof. Dr. Raul Silvio Lavado, Ingeniero Agrónomo. Facultad de Agronomía y Veterinaria, UBA. Doutor em Diplomado en Edafología y Biología Vegetal. Universidad de Granada. España. É Professor de La Universidad de Buenos Aires, Argentina

REALIZADORES

PARCEIROS

PATROCINADORES