SEMINÁRIO IBERO-BRASILEIRO DE AGRICULTURA IRRIGADA

DIAS 11 E 12 DE MAIO DE 2021 (PLATAFORMA VIRTUAL)

Faça sua inscrição via Paypal ou Depósito Bancário

O Seminário Ibero-Brasileiro de Agricultura Irrigada tem como objetivo proporcionar ambiente para debates, transferências de conhecimento e troca de experiências entre o Brasil, Espanha e Portugal no setor da irrigação; debater sobre a importância da água na agricultura irrigada; Discutir o uso consciente do recurso; interação entre os países. O evento contará com a participação de especialistas dos três países durante os dois dias.

Haverá também um período para apresentações orais dos participantes, em modalidade oral. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS


PROGRAMAÇÃO PRELIMINAR

11 DE MAIO DE 2021 – TERÇA-FEIRA

08:30 – 09:30 – (BRT/GMT-3) – SOLENIDADE DE ABERTURA

10:00 – 12:00 – (BRT/GMT-3) – PALESTRAS DE ABERTURA

13:00 – 15:00 – (BRT/GMT-3) – MESA REDONDA 1: Eficiência energética em sistemas pressurizados de irrigação

– MIGUEL ANGEL MORENO – UCLM – ESPANHA
– HEBER PIMENTEL GOMES – UFPB – BRASIL
– DÁLIA CRUZ LOUREIRO – LNEC – PORTUGAL
– MODERADOR: ALBERTO COLOMBO – UFLA – BRASIL

15:00 – 17:00 – (BRT/GMT-3) – MESA REDONDA 2: Tecnologias e manejo da irrigação em ambientes protegidos

– PESQUISADOR 1 (ESPANHA)
– PESQUISADOR 2 (PORTUGAL)
– PESQUISADOR 3 (BRASIL)
– MODERADOR: A DEFINIR

12 DE MAIO DE 2021 – QUARTA-FEIRA

08:00 – 10:00 – (BRT/GMT-3) – MESA REDONDA 3: Utilização de imagens termais para decisões agrícolas

– VICTORIA GONZALEZ-DUGO – IAS – ESPANHA
– JOAQUIM MIGUEL COSTA – ISA|UL – PORTUGAL
– EUSÍMIO FRAGA JÚNIOR – UFU – BRASIL
– MODERADOR: TIMÓTEO HERCULINO DA SILVA – ESALQ/USP – BRASIL

10:00 – 12:00 – (BRT/GMT-3) – MESA REDONDA 4: Uso de ventosas como dispositivo de combate ao golpe de ariete em sistemas hidráulicos

– VICENTE FUERTES (UPV) – ESPANHA
– HELENA RAMOS (IST) – PORTUGAL
– MARCO AURELIO HOLANDA DE CASTRO (UFC) – BRASIL
– MODERADOR: RODRIGO RIBEIRO FRANCO VIEIRA (CODEVASF) – BRASIL

13:00 – 15:00 – (BRT/GMT-3) – MESA REDONDA 5: Irrigação de Precisão

– DIEGO S. INTRIGLIOLO (CIDE-CSIC-UV-GV) – ESPANHA
JOSÉ RAFAEL MARQUES DA SILVA (ÉVORA) – PORTUGAL
– ANDRÉ TORRE NETO (EMBRAPA INSTRUMENTAÇÃO) – BRASIL
– MODERADOR: LINEU NEIVA RODRIGUES (EMBRAPA CERRADOS) – BRASIL

15:00 – 17:00 – (BRT/GMT-3) – APRESENTAÇÕES ORAIS

17:00 – 18:00 – (BRT/GMT-3) – ENCERRAMENTO


PALESTRANTES CONFIRMADOS

Graduou-se em Engenharia Agronômica pela Universidade de São Paulo (1979), fez especialização em irrigação na Utah State University (1984), Mestrado em Irrigação e Drenagem pela Universidade de São Paulo (1991) e Doutorado em Engenharia de Irrigação na Utah State University (2005). Foi responsável pela área de avaliação de equipamentos de Irrigação do Centro Nacional de Engenharia Agrícola (CENEA- MA) e atuou como secretário e presidente da Comissão de Equipamentos de Irrigação da Associação Brasileira de Normas Técnicas. Atualmente, é professor da Universidade Federal de Lavras, atuando na área de Engenharia de Água e Solos, com ênfase na avaliação de equipamentos de irrigação e simulações numéricas dos processos associados á engenharia e manejo da irrigação (uniformidade de aplicação de água e fluxo de água no solo).
Situação Profissional Investigadora Auxiliar – Núcleo de Engenharia Sanitária (NES) Graus Académicos e Científicos Doutoramento em Engenharia Civil, Universidade Técnica de Lisboa, 2010 Mestrado em Hidráulica e Recursos Hídricos, Universidade Técnica de Lisboa, 2003 Licenciatura Engenharia Civil, ramo de hidráulica, Universidade Técnica de Lisboa, 1999 Funções e Cargos Públicos Relevantes Investigadora Auxiliar, NES, LNEC, desde 2016. Bolseira de Pós-Doutoramento, NES, LNEC Bolseira de Doutoramento da FCT, cofinanciada pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil 2006 – 2010 Docente equiparada a Professora Adjunta, na Escola Superior de Tecnologia do Barreiro, Instituto Politécnico de Setúbal, 2000-2006 Bolseira de Iniciação à Investigação, NES, LNEC, 2000-2006 Áreas de Investigação / Interesse Gestão eficiente da água e da energia nos diferentes sistemas urbanos de água (abastecimento, drenagem de águas residuais e pluviais). Gestão eficiente da água e da energia noutros setores de atividade (e.g., agrícola). Gestão patrimonial de infraestruturas de abastecimento de água e de drenagem e tratamento de águas residuais. Ligação entre a gestão de perdas de água e o controlo de qualidade da água em sistemas de abastecimento de água. Ligação entre a engenharia e sanitária e as ciências sociais para a gestão de infraestruturas urbanas, nomeadamente nas áreas de economia, sociologia da empresa e comunicação.
Doutorado em Engenharia de Sistemas Agrícolas pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - Universidade de São Paulo - ESALQ/USP Orientado pelo Professor Dr. Rubens Duarte Coelho. Mestre em Engenharia de Sistemas Agrícolas pela ESALQ/USP. Engenheiro Agrônomo formado pela Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Garanhuns (2008-2012) onde foi BOLSISTA DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - PIBIC/FACEPE/CNPq - 2010-2011/ 2011-2012/2012-2013, Atuando na área de recursos hídricos, orientado pelo Professor Dr. Jaime Joaquim da Silva Pereira Cabral. Técnico em Agropecuária, formado pela Escola de Educação Básica e Profissional Profª Valentina de Oliveira Figueiredo - Fundação Bradesco - Estado de Pernambuco, (2007-2008)
Seu campo de especialização é a fisiologia da cultura no que se refere à eficiência do uso de recursos (água e nitrogênio), com um amplo foco no estudo das relações hídricas e um foco especializado em sua aplicação para o desenvolvimento de estratégias de economia de água e indicadores precisos, derivados de energia térmica , imagens multiespectrais e hiperespectrais, que permitem o monitoramento do estado da água e a programação da irrigação.
Investigador do Conselho de Pesquisa Espanhol (CSIC). Experiência em educação e pesquisa: 1995-2001 - Bacharel em Ciências Engenharia Agronômica. Universidade Politécnica de Valência, Espanha. Série b. 2002-2005 - Doutorado (Ecossistemas agrícolas e produção agrícola). Universidade Politécnica de Valência e Instituto de Pesquisa Agrícola de Valência (IVIA) Valência, Espanha. Dept. Recursos naturais. Unidade de irrigação. Conselheiro Dr. J.R. Castel Sánchez. Tese de doutorado: “Efeitos interativos de déficit de irrigação e carga de safra no crescimento, produtividade e frutos composição das ameixeiras japonesas ”. Grau A com honras. Bolsista de pós-doutorado. 2005-2006 - IVIA, Valência, Espanha. Departamento de Recursos Naturais. Conselheiro J.R. Castel. Efeitos da carga e déficit de irrigação na videira cv. Tempranillo. 2006-2008 Ministério da Ciência e Inovação da Espanha Bolsa de Pós-Doutorado Fulbright. Cornell University, NY, EUA. Conselheiro A.N. Lakso, programa de fisiologia da cultura de frutas. Modelagem das relações de carbono e água na videira. 2008-2014 - Pesquisador Associado “Ramón y Cajal”. IVIA Valencia. Irrigação e relações hídricas de colheitas lenhosas. Viticultura geral. 2014- Cientista titular. Conselho de Pesquisa Espanhol (CSIC). Centro de Edafología y Biología Aplicada del Segura (CEBAS). 2021 Cientista sênior. Conselho de Pesquisa Espanhol (CSIC). Centro de Pesquisa de Desertificação (CIDE). Linha de pesquisa: “Água e Culturas”
Possui graduação em Engenharia Elétrica pela Universidade de São Paulo, Escola de Engenharia de São Carlos (1982) e obteve os títulos de mestrado e doutorado em Física Aplicada pela Universidade de São Paulo, Instituto de Física de São Carlos (1988, 1995). Atualmente é pesquisador sênior da Embrapa, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, coordenando projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação e atividades relacionadas a aplicações de redes de sensores sem fio e internet das coisas na agricultura. Participou de diversos projetos colaborativos, incluindo os arranjos em rede “Agricultura de Precisão para a Sustentabilidade do Sistema de Produção Agrícola no Agronegócio Brasileiro” e “Impactos das Mudanças Climáticas em doenças de plantas, pragas e ervas daninhas”. Com relevante experiência em monitoramento e controle de processos na área agrícola, atuou na área de Agricultura de Precisão, Irrigação à Taxa Variável e Mudanças Climáticas. Esteve envolvido em um programa de cientista visitante na Universidade da Georgia de novembro de 2014 a abril de 2016, colaborando em uma pesquisa de Irrigação Inteligente, especificamente, desenvolvendo a nova geração da matriz de sensores de solo da UGA. Foi responsável pela instrumentação da primeira unidade de Enriquecimento de Dióxido de Carbono ao Ar Livre (FACE) da América do Sul, o Climapest FACE no Brasil no período de 2009-2012. Atualmente coordena a equipe da Embrapa no projeto "Plataforma de Gestão Inteligente de Água" (SWAMP) liderado pela Universidade Federal do ABC e apoiado pela RNP (Rede Nacional de Pesquisa) no programa conjunto H2020-EUB-2017 União Européia-Brasil.

1990 - 1994 - PhD em Engenharia. Drexel University, Philadelphia, Estados Unidos Título: A State Space Approach to Piezoelectricity, Ano de obtenção: 1994 Orientador: Horacio Alfonso Sosa Bolsista da CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior 1988 - 1990 - MSc em Engenharia Civil – Recursos Hídricos University of New Hampshire, UNH, Estados Unidos Título: Real Time Landfill Generation Simulation Model, Ano de obtenção: 1990 Orientador: Thomas Paul Ballestero Bolsista da USAID - United States Agency For International Development 1981 - 1986 - Graduação em Engenharia Civil. Universidade de Brasília, UnB, Brasília, Brasil, Ano de obtenção: 1986 Bolsista de Iniciação Científica do CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Professor da Universidade Federal do Ceará desde 1996. Professor Titular da UFC desde 2011
Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (1987) e pós graduação (Especialização) em Irrigação e Drenagem pela FAMESF, atual UNEB. Atualmente é engenheiro agrônomo da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaiba - DF. Tem experiência na área de Engenharia Agrícola, com ênfase em Irrigação e Drenagem
Possui graduação em Engenharia Civil, Campina Grande, pela Universidade Federal da Paraíba (1977), mestrado em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Campina Grande (1980) e doutorado em Ingeniería Civil - Universidad Politécnica de Madrid (1992). Atualmente é professor Titular da Universidade Federal da Paraíba, sem vínculo empregatício nas seguintes entidades: Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental; Associação Brasileira de Recursos Hídricos; Centrais Elétricas Brasileiras S/A (ELETROBRÁS); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Tem experiência nas áreas de Engenharia Civil, Mecânica e Sanitária, com ênfase em Técnicas de Abastecimento da Água, atuando principalmente nos seguintes temas: otimização, redes, eficiência hidráulica, eficiência energética, dimensionamento econômico, irrigação e abastecimento de água. É coordenador do Laboratório de Eficiência Energética e Hidráulica em Saneamento (LENHS) da UFPB.
Possui graduação em Engenharia Agronômica pela FAZU (2009) e Tecnologia em Irrigação e Drenagem pelo IFTM (2008), Mestrado em Irrigação e Drenagem pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz -ESALQ/USP e Doutorado (PhD) em Engenharia de Sistemas Agrícolas pela ESALQ/USP, com período de Doutorado Sanduíche na University of California/Davis - UC DAVIS. Atualmente é Professor Adjunto A2 do ICIAG / Instituto de Ciências Agrárias na Universidade Federal de Uberlândia UFU/Campus Monte Carmelo É professor permanente dos programas de Mestrado Acadêmico em Agricultura e Informações Geoespaciais (UFU) e Produção Vegetal (IFTM). Publicou 31 artigos científicos em periódicos indexados e dezenas de trabalhos em anais de eventos. Atua principalmente nas áreas de: Engenharia de Água e Solo, Agrometeorologia, Relações hídricas dos cultivos/Cafeicultura Irrigada e Estresse Hídrico/Irrigação deficitária.
Mestre e doutor em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Viçosa e pós-doutor pela Universidade de Nebraska-EUA, Lincoln, em Engenharia de Irrigação e Manejo de Água. Atualmente é pesquisador na área de recursos hídricos e irrigação e chefe adjunto de pesquisa e desenvolvimento da Embrapa Cerrados. É membro da Comissão Técnica de Capacitação da Embrapa. É orientador dos Programas de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola da Universidade Federal de Viçosa e em Agronomia (irrigação e drenagem), da Faculdade de Ciências Agronômicas - Câmpus de Botucatu. É diretor de políticas públicas da Associação Brasileira de Engenharia Agrícola. Atua como consultor científico de diversos órgãos de fomento à pesquisa e revistas científicas. Coordena o grupo de pesquisa do CNPq intitulado Rede Agrohidro. Foi supervisor do Núcleo de Articulação Internacional da Embrapa Cerrados. Foi consultor da Organização dos Estados Americanos (OEA) e pesquisador visitante na Universidade da Califórnia-EUA, Davis, no departamento de estudos de terra, ar e recursos hídricos, onde desenvolveu trabalho em modelagem da hidrologia de área irrigadas. Foi membro titular da Câmara Técnica de Análise de Projetos, presidente da Câmara Técnica de Ciência e Tecnologia e Conselheiro titular do Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH). Foi membro do Comitê gestor do Portfólio de Projetos em Mudanças Climáticas de Agricultura Irrigada da Embrapa e representante do Brasil na Plataforma de Recursos Hídricos e Tecnologia de Irrigação do Programa de Cooperação para o Desenvolvimento Tecnológico Agroalimentar e Agroindustrial do Cone Sul (PROCISUR). Temas de interesse: irrigação, recursos hídricos, hidrologia, mudanças climáticas.

Vicente S. Fuertes-Miquel é engenheiro industrial graduado pela Universidade Politécnica de Valência, Espanha (1992). Ele obteve seu doutorado (PhD) em engenharia hidráulica pelo Departamento de Engenharia Hidráulica e Meio Ambiente da Universidade Politécnica de Valência, Espanha (2001). Atualmente é professor da Universidade. As suas actividades de investigação centram-se na análise, modelação e dimensionamento de sistemas hidráulicos, bem como na operação e manutenção desses sistemas, no estudo de elementos hidráulicos (bombas, válvulas, tubos, etc.), de transientes em sistemas pressurizados e transientes hidráulicos com ar aprisionado. Também trata da gestão dos sistemas de abastecimento de água, do uso eficiente da água e das instalações de fluidos no interior de edifícios. Escreveu e editou diversos livros, além de ser autor de inúmeros artigos de pesquisa publicados em periódicos de alto impacto, tendo apresentado importantes contribuições em eventos internacionais. Tem participado de um número considerável de projetos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), exercendo as funções de coordenador em alguns deles. Ele também participou de programas de doutorado e vários cursos de pós-graduação.
Helena M. Ramos é Professora no Instituto Superior Técnico (Faculdade de engenharia da Universidade de Lisboa), no Departamento de Engenharia Civil, é membro do CERIS (Civil Enginneering Research and Innovation for Sustanability), Av. Rovisco Pais, 1649-004, Lisboa, Portugal. Já lecionou mais de 14 Unidades Curriculares diferentes. Os seus interesses na investigação são em energia hidroelétrica; transitórios hidráulicos; CFD, sistemas elevatórios e hidroeléctricos com armazenamento por bombagem; deteção de fugas, nexo de água e energia; soluções de energia híbrida; recuperação de energia; hidrodinâmica. Ela é editora-chefe do Water journal e editora convidada de várias edições especiais e webinars. Foi directora do Laboratório entre 1998-2002, integra a Comissão Executiva do DECivil em 2004, é Membro do Senado no DECivil do IST (de 2005 a 2007) e Membro do Conselho do Departamento do DECivil do IST, é Vice-Presidente do CEHIDRO/CERIS, Centro de Estudos de Hidrossistemas do DECivil, IST (2007 e 2008) e Presidente do CEHIDRO/CERIS, Centro de Estudos de Hidrossistemas do DECivil, IST (2009 e 2010). Possui mais de 400 publicações, com 7 livros publicados, 180 artigos científicos internacionais e mais de 15 projetos de pesquisa científica internacional e 17 nacionais. Recebeu 3 prémios de sociedades científicas (2 em 2003 e outro em 2007). Desenvolveu atividades científicas em mais de 15 revistas internacionais.
Professor da Universidade de Castilla-La Mancha. Atualmente Presidente do Comitê Técnico de Normalização para Dispositivos de Irrigação na Espanha (CTN-318) e na Europa (CEN / TC 334). Membro da Fundação Red Leonardo do BBVA. Iniciou atividade de pesquisa em julho de 2001, obtendo o doutorado em junho de 2005. Fez dois pós-doutorados nos Estados Unidos, um na Universidade Estadual de Utah e outro na Universidade do Arizona. Na atividade de investigação, conduz abordagens inovadoras que conduziram à obtenção de publicações inovadoras que serviram de referência em Espanha e no estrangeiro. Atualmente trabalha em duas linhas principais de pesquisa: 1) engenharia hidráulica e energia em irrigação e 2) técnicas de sensoriamento remoto de alta resolução em irrigação. Ambos são aplicáveis ​​na presente proposta, no que diz respeito à customização de SAD para minimizar a água, energia na irrigação, contribuindo para minimizar a pegada de carbono. Publicou 60 artigos JCR, com alta taxa de citação (1055), tendo um índice h = 19. Tem mais de 20 publicações de divulgação. Foi convidado para 6 convidados internacionais (Chile, Peru, Brasil e Portugal). Foi PI nas duas últimas convocatórias do Plano Nacional de Pesquisa e Inovação (NPRI) na Espanha, para “Retos de la Sociedad”, e PI de outro Projeto do NPRI em “Retos-Colaboración”. Financiamento total: € 435k. Liderou um projeto de pesquisa da fundação BBVA, com uma taxa de sucesso inferior a 2%. Participou de outros 6 projetos de pesquisa para chamadas nacionais e regionais como membro de um grupo de pesquisa. É o IP de 4 projetos de transferência com empresas com financiamento total de € 96k. Participou ativamente em 24 projetos de transferência com empresas com financiamento total de € 1,3 M. Foi orientador de 9 teses de doutorado. É colaborador ativo da Universidad de Talca (Chile), Universidade Federal de Lavras (Brasil), Instituto Agronómico Mediterrano di Bari (Itália), UC Davis (EUA) e pertençe ao grupo de consultoria de especialistas para análise de perturbações em grande escala redes de distribuição de água na FAO. Tem uma atividade profusa em ações de divulgação para o setor agropecuário nacional e internacional.
É professor e investigador do Instituto Superior de Agronomia, (ISA) Universidade de Lisboa (UL). Ele é professor de Viticultura e Sistemas de Produção Hortícola na ISA-UL. JMC é Agrónomo (UTAD, Portugal) tem um MSc. em Agricultura e Horticultura Sustentáveis ​​pela ISA - UL, e um Ph.D. concedido pela Universidade de Wageningen, Holanda, em Ecologia Vegetal e Conservação de Recursos com foco na propagação de plantas. A pesquisa do JMC sobre videira começou em 2004 no Laboratório de Ecofisiologia Molecular ITQB Nova e no centro de pesquisa LEAF do ISA. Entre 2005 e 2010, esteve temporariamente no Laboratório. da Ecophysiologie Végétale, CNRS / CEA-Cadarache como parte da rede EU-STRESSIMAGING. Na última década, JMC tem trabalhado com ecofisiologia do estresse na videira, monitoramento de estresse, uso da termografia na fenotipagem de plantas e monitoramento de estresse, questões de sustentabilidade em viticultura e horticultura. JMC é co-autor de mais de 60 publicações (ISI Journals, capítulos de livros internacionais, livros e anais) e vários artigos técnicos focados em ecofisiologia do estresse, termografia e questões de sustentabilidade da viticultura e / horticultura (uso sustentável da água, reciclagem, circularidade). É membro da Comissão do Mestrado do Mestrado em Agronomia e Viticultura e Enologia. É membro do Conselho de Administração da Associação Portuguesa de Horticultura. Palavras-chave: Vitis vinifera, genótipos; imagiologia térmica, respostas ao stress hídrico; fenotipagem; horticultura ornamental ; irrigação deficitária; temperatura da folha e troca gasosa da folha; viticultura mediterrânea; seca; pegada hídrica; qualidade do vinho e da baga; eficiência do uso da água; isoídrico; anisohídrico; ácido abscísico; composição da baga; ambiente mediterrâneo.
É Engenheiro e Doutor em Engenharia Agrícola com a cédula profissional nº 27634 da Ordem dos Engenheiros Portuguesa, sendo Prof. Associado com Agregação da Universidade de Évora (www.uevora.pt). Professor universitário há 30 anos com muita experiência pedagógica e científica em áreas associadas à Geomática e à Agricultura de Precisão. Foi Vice-diretor da Escola de Ciências e Tecnologia; diretor do Departamento de Engenharia Rural; diretor de várias de comissões de curso; membro dos Conselhos administrativo, Científico, Pedagógico e do Senado Universitário. Participou em mais de 30 projetos de investigação tendo coordenado alguns deles. Experiência na formação avançada (5 PhD + 19 mestrado + 27 fim de curso) e na publicação científica onde é autor e co-autor de mais de 100 artigos, 50 dos quais em revistas de impacto internacional. É ainda CSTO da empresa Agroinsider (www.agroinsider.com) que desenvolve e comercializa tecnologia para o universo AgroTech.

COMISSÃO CIENTÍFICA

Alexsandro Almeida – UFAL – Brasil

Celestina Maria Gago Pedras – UALG – Portugal

Claudivan Feitosa de Lacerda – UFC

Eusímio Fraga Júnior– UFU – Brasil

Fernando Braz Tangerino Hernandez – UNESP – Brasil

José Maria Tarjuelo – Universidad Castilla-La Mancha – Espanha

José Antônio Frizzone – ESALQ/USP – Brasil

Lineu Neiva Rodrigues – EMBRAPA – Brasil

Luís Fernando Campeche – IF Sertão Pernambucano – Brasil

Miguel Angel Moreno – UCLM – Espanha

Ricardo Gava – UFMS – Brasil

Rodrigo Ribeiro Franco Vieira –  CODEVAS – BRASIL

Silvio Carlos Ribeiro Vieira Lima – SEDET/Governo do Estado do Ceará – Brasil

COMISSÃO ORGANIZADORA

Douglas Ribeiro Garcia

Diretor Geral do INOVAGRI

Joaquim Moreira Viana

Diretor de Inovação do INOVAGRI

Joscelia da Silva Cruz

Assessora Técnica do INOVAGRI

Rogis Rosemberg Gomes

Assessor Técnica do INOVAGRI

REALIZADORES

APOIO

PATROCINADORES